“Conheça a Yule, festa que originou o Natal”

wicca-wiccan

Assim como qualquer outra religião a Wicca também possui seus festivais. Mas o diferencial da Wicca é que seus festivais são intensamente ligados ao que chamamos de “A Roda do Ano”, uma representação a grau cosmológico das crenças em um ciclo de nascimento, vida, morte e renascimento. Estas festividades estão ligadas também ao ciclo das colheitas, fases da Lua e estações do ano. As principais são as festividades Solares ligadas astronomicamente aos Solstícios e os Equinócios.

Já escrevemos um artigo sobre a religião Wicca e suas crenças. A [itg-glossary href=”http://tooltip” glossary-id=”6584″]Wicca[/itg-glossary] possui muitos festivais; os solstícios, os Sabah… no artigo anterior já desmistificamos um pouco sobre esses ritos, nada de sacrifícios animais, nada de magia negra, apenas celebrações. Uma dessas celebrações chama-se Yule solstício de inverno, conhecido como a noite mais longa do ano, os festejos iniciam-se no dia 21 de dezembro (hemisfério norte, no sul é dia 21 de junho) e muitos dos hábitos da Yule feitos pelos Nórdicos a centenas de anos foram adotados e inseridos no Natal, como por exemplo, a ceia.

Yule

Esse é o Solstício de Inverno, a noite mais longa do Ano. A partir desse dia, o Sol se aproxima da Terra, e a escuridão do inverno prenuncia sua partida.

Deve-se notar que no hemisfério norte o Yule é comemorado na mesma época do Natal, e tem significado muito parecido com o feriado cristão: o nascimento do Deus menino, filho de um Deus maior, aquele que trará esperança à Terra. O hábito de pinheirinhos dentro de casa é um hábito totalmente pagão: o Pinheiro e tantas outras árvores tão utilizadas no Natal são árvores cujas folhas são sempre verdes, e por isso simbolizam a continuação da vida. Os sinos são símbolos femininos de fertilidade, e anunciam os espíritos que possam estar presentes. É desta data antiga que se originou o Natal Cristão.

Na Yule é tempo de ter esperanças, pedindo que os Deuses rejuvenesçam nossos corações e nos deem forças para nos libertarmos das coisas antigas e desgastadas. É hora de descobrirmos a criança interior e renascermos com sua pureza.

Existem algumas comidas típicas da Yule como: Carne de porco, castanhas, frutas como a maçã e pera, bolos de castanhas embebidos de cidra, chás de gengibre.

Para o hemisfério sul a Yule é comemorada no dia 21 de junho e no dia 21 de dezembro comemora-se a Litha.

  • O Ritual Yule é composto por um altar adornado com pinha, alecrim, louro, zimbo e cedro. Folhas secas também podem ser colocadas no altar. Um caldeirão com uma vela vermelha dentro dele. Em rituais externos, também são utilizadas fogueiras sob o caldeirão. Existe toda uma preparação do altar e sequência para que o Ritual Yule aconteça. O objetivo é de conectar-se e saudar o Grande Deus do Sol, a Deusa, a Terra, as bênçãos.

Litha

A data era comemorada nos tempos antigos geralmente com jogos e festivais. O corpo e o físico são reverenciados nesta data. Nesse dia o Sol atingiu a sua plenitude. É o dia mais longo do ano. Este é o único Sabah em que às vezes se fazem feitiços, pois o seu poder mágico é muito grande.

Existem algumas comidas típicas da Litha como: Frutas frescas e vinho doce.

  • Ritual Litha – Nesse dia, costuma-se fazer um círculo de pedras ou de velas vermelhas. Queimam-se flores vermelhas ou ervas solares como a Camomila juntamente com os pedidos no Caldeirão.

Ficou curioso para conhecer a Wicca, seus encantamentos, rituais, ervas, magias e livros (grimórios), tudo isso está reunido no mesmo lugar o Combo Wicca + Wiccan Reiki, ingresse nesse mundo.

Gratidão.

Compartilhe